"No Colégio Albert Sabin em São Paulo, a formação de hábitos alimentares saudáveis de seus alunos é uma missão!"
Servir & Nutrir

O Papel da Escola na Educação Alimentar das Crianças

15 de ago, 2015 - Postado por Juliana Avella

Group of classmates having lunch during break with focus on smiling girl with sandwich. Foto: Pressmaster/Shutterstock ORG XMIT: 53616c7465645f5ffd96fbd60e7514a7 ***DIREITOS RESERVADOS. NÃO PUBLICAR SEM AUTORIZAÇÃO DO DETENTOR DOS DIREITOS AUTORAIS E DE IMAGEM*** Você leva em conta a preocupação da escola com a alimentação de seus alunos na hora de optar por uma instituição de ensino? Pois deveria. Considerando que as crianças que estudam meio período passam, em média, 25 horas semanais no ambiente escolar (o equivalente a 100 horas mensais), e as que ficam em período integral, o dobro disso, não podemos deixar de considerar a importância deste universo e o quanto ele agrega na formação de valores em relação a uma boa alimentação.

Ao se optar por uma escola, a experiência da criança deve vir em primeiro lugar, mas é natural que mães, pais e cuidadores queiram saber como seus filhos estão se alimentando, se seus interesses por opções saudáveis são incentivados, se existem oferta e estímulos para boas escolhas, quais hábitos devem ser observados…

Para saber com mais detalhes quais são os hábitos alimentares dos seus filhos na escola, é preciso existir uma boa comunicação entre a família e a entidade de ensino, além de uma dose extra de cuidado e sensibilidade.

O Colégio Albert Sabin, localizado na zona oeste da cidade de São Paulo, considera a educação alimentar uma importante base no desenvolvimento dos seus mais de 2.660 alunos, dentre os quais por volta de 400 compõem a educação infantil desta unidade.

Giselle Magnossão (2)

Giselle Magnossão, Diretora Pedagógica do Albert Sabin

Durante uma conversa com o Blog NutriFilhos, Giselle Magnossão –Diretora Pedagógica do Colégio Albert Sabin, onde atua há 11 anos– falou de alguns cuidados que as equipes pedagógica e nutricional mantêm para oferecer uma alimentação saudável aos alunos e, principalmente, uma formação com conceitos que irão gerar boas escolhas por toda uma vida. “A escola é um espaço onde as crianças também se alimentam, então procuramos oferecer momentos, oportunidades e experiências de uma alimentação saudável, que fortaleçam estes valores e atitudes”, explica Giselle.

Indo além das ações internas e coletivas, o colégio estabelece também uma relação individual com cada família, propondo reuniões periódicas entre pais e professores. Há ainda um atendimento individual semestral, em que os pais podem tirar suas dúvidas, receber algumas dicas, saber de curiosidades sobre seu filho e, claro, direcionar os professores e a entidade com relação a particularidades da criança. É possível, por exemplo, falar das preferências alimentares da família ou de restrições alimentares que o aluno possa apresentar.

IMG_1885As agendas de cada um dos alunos que ficam na escola em período integral recebem anotações diárias a respeito de como foi a alimentação naquele dia: Ótimo, Bom, Pouco ou Recusou. Este controle é feito diante da observação cuidadosa do professor ou auxiliar, no lanche e no almoço, para que os pais tenham uma melhor noção de como seu filho está se nutrindo, seja das opções enviadas na lancheira, ou das ofertadas pela escola na hora do  almoço.

“A referência fundamental vem da família, que hoje é muito mais parceira da escola do que era antigamente, participa e nos ajuda a realizar e estender nossas ações até em casa. O reflexo desta conscientização vem na lancheira, cada dia mais bem elaborada pelos pais e cuidadores. Ressaltamos que, pelo fato de a escola ser um ambiente coletivo, e cada família ter seus costumes e hábitos, não dá para existir um atendimento customizado. Nós respeitamos estas individualidades, porém esta troca entre a escola e a família é essencial para a formação destes conceitos e valores por toda a vida”, explica Giselle.

Assista ao vídeo e entenda um pouco mais sobre as ferramentas utilizadas pelo Colégio Albert Sabin quando o assunto é uma alimentação saudável para seus alunos.

Didática ao Nutrir

A estrutura da escola foi aprimorada ao longo dos anos. A cantina oferece diversas opções saudáveis, incluindo frutas, saladas, sanduíches naturais e salgados assados ao invés de fritos. “Nossa nutricionista desenvolve e acompanha estas sugestões até o refeitório, onde alunos e funcionários se alimentam diariamente de opções variadas, propostas de maneira didática e clara“, completa Giselle.

Na entrada do restaurante do colégio você encontra uma placa com sua missão: “Garantir, diariamente, aos seus usuários, por meio de boas práticas operacionais, o fornecimento de uma alimentação de qualidade, variada, saborosa e balanceada, a fim de promover os nutrientes necessários ao organismo, visando saúde e hábitos alimentares mais saudáveis”. Ou seja, para esta escola, promover mais saúde aos seus alunos também faz parte de sua missão.

IMG_1818Para Luciana Rosa Porta, há 17 anos nutricionista do Albert Sabin, essa missão nem sempre é fácil, mas os resultados podem ser considerados positivos. “Temos conseguido alcançar metas gratificantes, como por exemplo o aumento do consumo de frutas nas sobremesas, tanto no restaurante como na cantina. A procura por saladas e sanduíches naturais tem crescido bastante entre os adolescentes, e isso é um ótimo sinal!

Em se tratando de crianças alérgicas, com intolerâncias e restrições alimentares, mais uma vez, em conjunto com a família, a escola procura oferecer alternativas que auxiliem tanto no desenvolvimento deste aluno quanto em seu processo de inclusão no ambiente coletivo. “Muitas vezes nos vêm alguns pedidos das famílias para abrirmos o cardápio, e com muito carinho, quando possível, abrimos sim, a fim de incentivar e tranquilizar esta criança e esta família”, diz Luciana. O mais importante é que o colégio trata seus alunos como filhos, e a atenção a cada um deles é essencial para o fortalecimento deste vínculo e para alcançar os resultados que tanto sonhamos, com uma alimentação saudável e cada vez mais natural para as novas gerações“, finaliza.

IMG_1858 IMG_1872

 

 

 

 

 

IMG_1877

Restaurante do colégio que atende diariamente em média 800 usuários em horários alternados

E você, tem alguma experiência bacana com a escola dos seus filhos ou de algum conhecido que queira dividir com a gente? Conte sua história deixando um comentário abaixo! Nós adoramos saber o que cada um de vocês têm a dizer.
15 de ago, 2015
0 Comentários
0 Comentários em "O Papel da Escola na Educação Alimentar das Crianças"
Deixe seu comentário